Música no ensino da língua inglesa na escola e curso de línguas

Estou em dúvida entre dois temas:

Tema¹: A utilização da música no ensino da língua inglesa na escola e curso de línguas.

Eu estou pensando em fazer sobre a utilização da música no ensino da língua inglesa, tanto na escola como em cursos de línguas. Pois, eu adoto esse método nas minhas aulas, e vejo que os alunos gostam e se interessam pela atividade. Além do interesse dos alunos, a utilização da música, como exercício chamado de: “Listen”, é ótimo, porque com a música o aluno irá exercitar a audição, a fonética/fonologia, o vocabulário, a pronuncia, e muitas vezes a(s) cultura(s) de alguma(s) nações, grupo(s), crença(s), etc, que poderá está incluída na música.

Problema:

Com base em informações de amigos, companheiros de profissão, e experiencia própria tanto como aluno como professor, eu notei que grande parte dos professores de língua inglesa dão aula muito “técnica”, “técnica” porque o que mais importa é o livro que está sendo utilizado e a gramática, e para mim livro e gramática não são os mais importantes, e sim APRENDER INGLÊS, e utilizar a música é um dos métodos de saí dessa aula muito “técnica”. Tenho conciência que professores utilizam a música, mas muito pouco, utilizam “n” vezes os aúdios de livros a mais que a música.

Mas, eu também estou pensando em fazer meu projeto acerca do tema²: Por um maior exercício de conversação na língua inglesa em cursos de língua inglesa.

Problema:

Mais uma vez com base em informações de amigos, companheiros de profissão, e experiencia própria tanto como aluno como professor, eu notei que grande parte dos professores não exercitam a conversação com muita frequência e com um bom período de tempo voltado para esse exercício. A conversação na inglesa é fundamental para o aprendizado da língua, pois quando se exercita a conversão, está exercitando: pronuncia, vocabulário, audição, gramática, rítmo e tessitura, etc.

Achismo, será mesmo?

Eu estudo inglês de verdade apenas a 3 anos e 6 meses, desde quando entrei no curso de línguas. E hoje em dia, eu já leciono no curso de línguas PROLIN e em uma escola, e estou no terceiro semestre de letras inglês bacharelado na UECE, e sempre tirei notas 9 para cima nas provas orais as quais eu falei em inglês por um bom período. Eu devo tudo isso ao meu professor do curso de inglês, pois seu método é o melhor que já vi. Das várias formas que ele leciona, a conversação é uma das mais utilizadas, podendo ser durante 2 horas ou mais em uma aula, esquecendo completamente o livro. É fantástico resultado desse método. Falar em inglês, conversar, é o mais importante da língua, pois do que adianta você aprender inglês so no papel? Ou aprender so frases feitas, ou as mais utilazadas?

Já presenciei colega de universidade, que tem um ótimo vocabulário, que sempre tirou notas boas em provas, mas que quando foi falar, cometeu vários erros como por exemplo: he don’t, he did’nt found (sem ter a intenção de enfatizar), e muitos erros bestas. No papel ou prova, com certeza não cometeria esses erros, pois quando se escreve você tem tempo para pensar, quando se ler, já está tudo ali, você não precisa elaborar, mas quando se vai falar, é você quem elabora, além de ter que pensar rápido. O motivo desses erros é a falta da prática da conversação e da fala. Não estou dizendo que não cometo erros quando falo so porque tive muitos exercícios de conversação e fala, todos nós cometemos erros, mas eu não tenho dificuldades em conversar em inglês.

Então, o que quero propor aqui, é que os professores tem que largar um pouco os livros (porque estudar o livro, qualquer pessoa consegue sozinha) e fazer o diferencial, praticar a conversação e a fala (sem desculpas de que os alunos não querem falar ou que são tímidos). Eu quero abordar e apronfundar minha pesquisa sobre o tema: Por um maior exercício de conversação na língua inglesa em cursos de língua inglesa, e provar que a conversação tem que ser mais exercitada, e que o PROBLEMA de muitos alunos não aprenderem inglês TAMBÉM estar relacionado a não praticar a fala e conversação do inglês.

Vitor Máximo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Música no ensino da língua inglesa na escola e curso de línguas

  1. Olá, Victor!
    Achei bastante interessante suas considerações. Especialmente por você ter entendido a proposta do Diário de Pesquisa e colocado a sua experiência pessoal ao justificar os temas escolhidos.

    A minha sugestão é, primeiramente, que você defina qual dos temas você vai pesquisar. Segundo, após a decisão, comece a ler sobre o assunto. Talvez você devesse ler mais sobre ambos os assuntos a fim de tomar a decisão do tema. Pesquise, leia e selecione artigos sobre o tema. Finalmente tente traçar, dentro da problemática, o problema central de sua pesquisa. As dicas dos colegas na aula de hoje foram relevantes para você iniciar o processo de reflexão e tomada de decisões.

    Aqui vai a referência do livro que lhe falei: MURPHEY, Tim. Music & Song. Oxford: Oxford University Press, 1992.

    Bom trabalho!
    Josi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s